Páginas

Descuide-me, assumo! Aceito o prêmio se vier...

18 dezembro 2016 1 Comentário
Em cada esquina cai um pouco a tua vida. — Cazuza.
Descuide-me! Assumo.
Cai em mim mesma e me enrolei. Perdi uns dias da vida só pensando no que perdia. Que tola fui... Acreditei que achava, quando na verdade tudo o que eu fazia era perder. Tempo não é só questão de dinheiro, mas uma questão pessoal, comigo mesmo, desculpe sociedade.

Saber se sentir infinito é tarefa difícil, equivale a umas desenhas de poemas em coreano, ou aquela maratona louca de exercícios de física...Não sou a melhor nessa matéria.

Dei nó, desatei, perdi a linha, e caiu tudo no chão. Não soube o que fazer, já pensei saber, descobri que estava errada; e tive que recomeçar. Tarefa árdua, mas gostosa. Recomeçar é uma chance que poucos tem. Porque quando a gente viu, já foi. Um carro passou, a doença pegou, a gente evaporou!

A gente vive se deixando pra trás, se sabotando e neglicenciando. Até que não temos mais o direito nem de escolher sobre essas atitudes, vira tarde demais, e isso dói. Dói na gente e em quem fica. Porque é verdade, sempre fica alguém, alguém de lado, alguém para trás... 

Você já foi quem ficou pra trás?
Não é a melhor sensação do mundo, vai pro mim. Se puder evite, mas não se acorrente a ninguém, porque isso corta umas asas imaginárias que dão chance de vôos, de fuga. ou você ainda ingenuamente acredita que é possível estar 24 horas preso ao chão de concreto?

O que vem por ai!

23 novembro 2016 Nenhum comentário
Sempre fui assim. Para poucos. — Flávia Oliveira.
Sei que tenho andado em falta com o blog, e pelo visto, ano que vem essa realidade só irá se agravar. Mas tentarei o meu máximo para não deixar isso aqui, pois gosto do nosso cantinho...

Hoje vim pedir a opinião de vocês sobre algumas ideias que venho tendo ao longo desse semestre; algumas ideias eu já vou começar em dezembro mesmo, e outras eu gostaria de saber a opinião de vocês, se vocês acham que são temas interessantes...

Primeiramente o mundo Kpop vai ser mais exposto aqui, e com isso virá uma amiga minha escrever sobre esse assunto também. Ela provavelmente aparecerá por aqui, quando terminarem nossas provas, ou seja, em Dezembro!

Antes disso, preciso me desapegar desse layout e trocar; Então desde já agradeço se vocês tiverem indicações de layouts minimalistas ou clean, com muitas abas, para o Seja Frugal... E mais pra frente, com as minhas pesquisas de layouts, e as dicas de vocês, montarei um post com uma espécie de exposição dos layouts "finalistas" para que você deem sua opinião do que acham que combinará melhor com o blog em 2017 ok? Conto com o apoio de vocês!

Outra ideia que tive é de começar a escrever em inglês no blog. Pois eu faço inglês, e com isso eu vou treinar bastante a escrita, estruturação... Mais para frente posso me arriscar a compor algo em coreano também, mas só daqui um tempo, pois não me sinto nada segura para isso... Acho que o inglês será algo positivo até para quem me acompanha treinar o seu inglês também. Mas por favor, não esperem nada muito elaborado, ou gigante... Vou começar bem aos poucos, com coisas do meu próprio curso, como as minhas redações e testes, sabe...

Quanto as entrevistas, andei pensando em trazer sobre cursos de faculdade, estilos de vida... Como por exemplo trazer informações sobre o curso e Educação Física. trazer mini vídeos em estilo entrevista sobre a área de Montagem e Manutenção de Computadores, sobre Resenhas... Mas para isso eu precisarei do apoio do meus amigos, e falarei com eles primeiro, porque isso tudo dependerá mais deles do que de mim... O que posso fazer, é sobre Psicologia, sobre coreano, sobre inglês... O que vocês acharam dessa ideia? Creio que pode ajudar quem ainda não sabe o que fazer com a vida...

A ideia de fazer mini-videos e postá-los aqui ainda está na minha cabeça, embora eu seja muito tímida. Então gostaria de saber o que pensam sobre isso, acham que vale a pena? Quais as vantagens ou não...

Conto com a ajuda de vocês para que o Seja Frugal fique mais legal e mais organizado, ok? Ah e se tiverem outras ideias, por favor me digam...

Equilíbrio desajustado...

19 novembro 2016 1 Comentário
Aprendi que ser bela, é ser avesso dos padrões. Sarah

É verdade que eu me descuidei da minha saúde de novo... Parece que eu nunca aprendo, não é? Mas faz parte, o lado positivo de chegar no fundo de alguns poços, é que sempre dá pra recomeçar, de uma forma, ou de outra; o que não me falta é criatividade e insistência.

Perdi novamente o equilíbrio da minha vida, e me descuidei. Admito! Vou levar muito puxão de orelha nos médicos, mas pelos menos estou tentando, sabe...

Alguns problemas nos joelho, outros no pé; depois os de alergia... Tudo isso está descompassado; e a história de todo final de ano, volta a se repetir... E lá vamos em Janeiro fazer planos novamente...
O problema é: o que vou fazer agora? São tantas pontas para dar nó, tantas coisas a resolver. E a vida não espera... Nem os Outros... 

Estou cogitando seriamente seguir os conselhos de meus mentores, pois acredito fielmente que eles sabem do que estão falando; e abandonar a musculação para me aventurar na ioga da vida, ou voltar a dançar... Mas não sei se faço isso já... Não sei até que ponto o meu corpo aguenta... Há a possibilidade de eu aguentar até Fevereiro, e assim que voltarem as aulas eu passe a mudar de atividade física; já que todo o peso e estresse que eu ganhei nesses meses, eu preciso liberar ele de alguma forma...

Não conheço muito de ioga, mas vou pesquisar, pois quero saber se é uma boa atividade para mim, se vou ter bons retornos; embora eu tenha absoluta certeza de que minha ansiedade ficará bem mais controlada...  Já a dança, eu não sei se teria pique para voltar... Pode ser que sim, pode ser que não. Acho que de fato devo estar muito cansada nesse final de ano para inciar alguma atividade, o que vem dificultando minha análise do que será melhor fazer... E a fisioterapia que preciso fazer, em espera, só complica isso tudo, pois não sei o que irá acontecer até Dezembro. Mas duas coisas são certas: não posso ficar parada, e nem deixar as coisas como estão!

Mas assim que eu decidir que plano pretendo seguir em 2017, e quais serão meus planos a curto prazo (férias de Dezembro e Janeiro), eu venho compartilhar com vocês, e trocar figurinha ok? O que vocês tem feito para cuidar da saúde de vocês? Ainda mais nesse final de ano, onde tudo passa a ter prazos de entrega...

Seja quem você quer do seu lado, e não quem observa de longe...

17 novembro 2016 1 Comentário
Como você cuida de você, vai definir o quão longe você vai.
Se a única pessoa capaz de te acompanhar por toda uma vida é você mesmo, não custa fazer dessa companhia a mais interessante possível... Que me desculpem os Outros, mas eu também sou importante para mim! Sou um ser em relação, reconheço; mas relação própria é um desafio que eu também enfrento... Afinal nem todos os dias são fáceis, acordar se aceitando leva um bom tempo e muito trabalho mental; mas também, se fosse fácil, não estaríamos aqui...

É verdade que por muito tempo a gente se enconde nas beiradas da nossa personalidade, culpa o Outro, desconta nisso ou naquilo, foge de um absurdo ou de outro... Mas no final de toda noite, é só você e você mesmo; não tem para onde correr, e tudo vai vir como um livro escancarado, para ser olhado, para ser lido. E enfrentar isso toda noite pode ser de tirar o sono, embora não seja de todo ruim; é preciso ver o que está mal para poder melhorar, é preciso dançar com a solidão e a tristeza vez ou outra, para aprender a rir com a alegria e a felicidade!

O humano não existe para ser fácil, veio para se complicar e desenrolar. Cada um tem seu processo, cada qual com suas potencialidades; mas de fato, é real que todos nós enfrentamos os mesmos monstros, talvez com uma fantasia diferente, mas ainda os mesmos... E são elas que nos amadurecem, que nos calejam; fazem por nós, o que temos medo de fazer diariamente, viver!

Experiência própria, apostei em mim mesma e descobri coisas maravilhosas sobre mim mesma. Acreditem, é possível amar algo com defeito, algo que veio meio torto, meio perdido. A gente aprende a se apaixonar por cada esquina da nossa vida, cada erro nosso, cada experiência que carregamos na alma, cada cicatriz que levamos no DNA.

Não é só uma questão de sorte, mas de percepção. Não é fácil, acredite. Muitas vezes ainda bate a vontade de desistir, fica difícil, sem ter muito com quem contar, porque somos falhos conosco mesmo; mas a gente se ajeita, a alma não fica mais tão compacta, e abraça a causa, afinal, é uma questão de vida ou morte. Porque pra morrer, a gente só precisa estar vivo...

Antes que eu vá...

15 novembro 2016 Nenhum comentário
Eu quero ser a sua lembrança mais bonita — Kiara Vasconcellos
Até quando você vai esperar para me abraçar forte? Sei que você tem tanto a me dizer, mas da sua boca não saem esses sons que precisam sair... Por que você se trava tanto meu amor? Você realmente acha que temos tempo a perder? Não hesite tanto em deixar de lado certos compromissos da vida, para ficar ao meu lado; mais pra frente esse tempo poderá ser crucial, pode ser que já tenha sido e você nem tenha se dado conta. Afinal de contas, não tem ninguém que fique nos orientando como nossas vidas vão transcorrer.

Mas acredite em mim, nem todo o tempo do mundo que eu passe a seu lado serão o suficiente, então não finja que está tudo bem, então por favor não fuja de mim, não e esconda entre as coisas corriqueiras mais fatais. Não negue uma saudade e nem um sorriso; me encha de flores se assim quiser, ou de brincadeiras sem graça mesmo, o que eu mais vou gostar é que seja você me dando flores, que seja a sua risada que eu ouvirei com a minha. Não me dê espaço para escapar entre os seus dedos, por favor; pois é capaz de eu realmente ir sem te avisar. E ai, como você irá ficar? Vai doer muito, talvez a culpa até se apresente formalmente a você e a solidão destrua o seu coração e maltrate as nossas lembranças. Não deixe que isso acontecer. Me encha de vida, me dê motivos, seja para ficar para sempre ao seu lado, seja para gritar com você porque você chegou atrasado... Só me dê motivos, me dê histórias, me dê oportunidades. Não tem presente mais bonito que se possa dar a outra pessoa, que não seja a sua própria existência, participar disso, crescer juntos, viver junto, é impagável. Faz tudo valer a pena; até mesmo nossas dores menos bonitas.

Não espera demais, o tempo não é nosso amigo; ele nos rouba e nos dá; é uma conta complicada de se fazer, se a gente não prestar muita atenção. Não arrisque me perder, para perceber que no fundo tudo o que você queria era ter passado mais tempo comigo.

Diga que me ama, seja sincero; diga quando quiser me xingar... Eu vou rir, pode apostar, porque terá algo no seu olhar que vai me dizer que você estará sendo sincero; e enquanto formos sinceros um com o outro, estaremos juntos, não importa o quê!

Você que me perdoe, mas vou dizer que te amo sempre que sentir necessidade de te dizer; muito mais por mim, do que por você... Eu não vou arriscar te perder para perceber que eu deveria ter dito antes, isso sim é a pior dor que podemos ficar de uma perda; a sensação de que poderíamos ter feito algo e não fizemos, seja por negligência mesmo, ou por mero descuido.

Se eu for primeiro, não quero que você se arrependa; quero que deixe que eu vá com tudo o que você tem realmente para me dar, seja seu lado mais bonito, ou o seu lado mais humano... Eu aceito! Não quero nada menos do que você, e sua sinceridade...

Por favor, meu amor, não espere ser tarde demais para dizer: Eu te amo. Porque é preciso que as pessoas saibam o que se passa com a gente, o que elas são capazes de despertar em nós. É preciso amar junto, ser junto... Assim, se eu for, serei a saudade mais bonita que você poderá ter, porque fui o que realmente fui com você, não me deixei ir pela metade.

Então, não espere ser tarde demais... Que eu também vou fazer o possível para demonstrar o que sinto e o que sou, por você.

Um Novembro intenso, e eu atrasada...

14 novembro 2016 Nenhum comentário
 Se permita conhecer novas pessoas. A vida é composta de encontros! — Stephany Mendes
Quase meio de Novembro e eu não tenho vergonha na cara mesmo. Vou escrever hoje sobre minhas expectativas e o que já vem acontecendo nesse mês maravilhoso.

É verdade que no final de ano as coisas pegam de verdade, é pilha de relatório para entregar, trabalhos a fazer, estudar para 7 provas em uma semana... Junta as provas dos outros cursos, a vontade de voltar a malhar, as consultas médicas, os remédios e tratamentos... São dois meses bem complicados, e intensos, mas que fazem com que eu me sinta produtiva.

Então meu Novembro bem com toda essa carga de responsabilidade e de fechamentos de ciclos. Uma preparação intensa pro ano que vem já começou, pois será o meu último na faculdade, então tudo mudará. Agora é a hora de tirar duvidas, de me organizar, e fazer escolhas, que mais para frente, virei compartilhar aqui...

E quanto ao estágio, estou procurando um ainda, além dos da faculdade; e espero que dê certo. Seria tudo o que mais quero agora. Embora eu saiba que isso complicará meus horários pro ano que vem!
Novembro é quase um mês explosivo, mais tenso. Mesmo porque em Dezembro já vai ter passado tudo isso, eu já estarei de férias em tudo, o que é ótimo.

Já ao curso de coreano, essa semana passada eu fiz os testes, e dia 17/11 descubro se passei ou não para o nível 3, mesmo não podendo continuar ano que vem, a menos que abra turma de conversação no sábado. Se eu passar, e abrir, precisarei estudar durante as férias também... O ano não está fácil, galera!

E o mês de vocês, como tem sido? Coisa boas aconteceram?

Nada menos do que humano é aceitável!

13 novembro 2016 1 Comentário
Não é porque o céu está nublado que as estrelas morreram. — Chico Buarque
Andei largando os meus afazeres pela metade, sai sem rumo e descobri um lugar lindo para chamar de meu; não tem portas, grades ou paredes, e o melhor... Posso levar comigo a onde quiser, como quiser! Sonho de consumo, não?

Meu pai diz que estou pra enlouquecer, mas fazer o quê? Não é como se tivéssemos outra opção, ou você entra na dança, ou fica de fora realmente; e eu pago para não ter que ficar a margem de nada, oh lugarzinho apagado... Ainda mais se for á margem do palco de sua própria vida!

Quem pagaria para ver uma apresentação onde não tem ninguém e nem conteúdo? Sim, tem uns cabeças viradas que estariam lá só por estar... Não conte com eles! Conte com quem tem vida dentro de si, que transborda, que grita, que emociona... Nada menos do que humano é aceitável! 

Mas não seja lá muito exigente... As vezes o humano também nos surpreende; pague para ver, quebre a cara e dê risada em todos os semi-finais.

Paquere os pontos finais, mas nunca fique com um deles... Aceite as reticência com menos pesar; e abuse de vírgulas, porque respirar é muito bom, organiza toda uma ideia, toda uma vida! Deixe se envolver, é uma melodia curiosa e ímpar, cada qual com a sua; quase como uma festa do silêncio, onde cada um ouve o seu som e dança conforme quer, sem deixar de estar junto...

Não espere pelo epitáfio para dar valor ao que teve! O epitáfio não gosta de desperdícios, ele é muito sintético e não aceita enrolações. Ele gosta mesmo é de representar uma boa vida, ás vezes nem tão longa e nem tão bela, mas algo que tenha valido a pena ter vivido, que tenha tocado o mundo de alguma forma... Um epitáfio se constrói dia a dia, assim como a vida; porque quando a morte chega, não temos tempo de nada, nem para as despedidas; então vale fazer valer, do seu próprio jeito mesmo, não tem receita para isso, a graça é essa!

O teu epitáfio tem conversado com a sua vida?

Itens desejados!

04 novembro 2016 1 Comentário
O mundo está ai, inteiro para nós, podemos desfruta-lo da forma que quisermos.  Gabriely Rodrigues
Hoje a Wishlist não será literária. Eu ando pesquisando muito algumas coisas que eu queria, e me preparando seriamente para comprar; ou seja, calculando, economizando as moedinhas...

O post de hoje vai ser bem curtinho, só para eu compartilhar meus alguns dos meus desejos de consumo atuais:

 


Esses são os itens que eu estou planejando comprar até Fevereiro, para organizar melhor meu quarto, e voltar a praticar meus hobbies favoritos *-* Quais são os hobbies de vocês? Eu amo tocar violão, mas desde minha cirurgia no punho, não pude mais tocar, voltarei nessas férias...

Uma vida que se recusa a ser morna!

31 outubro 2016 1 Comentário
Ela me mostrou o mundo, e falou que se eu me esforçar ele será todo meu. — Tumblr Harmonicamente
Confessa, vai! Você também já se sentiu sem rumo, meio perdido. É a mesma sensação de ter o mundo nas mãos e não saber o que fazer; e não ter nada do que se quer; e também não saber o que fazer.

Arrumar um sentido de vida não é difícil, difícil é você perceber qual o é. Muitas vezes a gente vive sem perceber, sem se perceber. A gente vai levando a vida, levianamente, como se fosse uma fase inútil do candy crush (nada contra candy crush, mas a vida é muito mais do que isso...).

A vida também fala conosco, ás vezes grita, dá umas porradas violentas... Ela se faz presente, quando a gente quer se anular! Não espere ela te expulsar para você perceber o quão valiosa ela era.

O que a sua vida tem lhe sinalizado? Você tem olhado para ela? Isso tudo não é só uma crisezinha dos 20, ou 30 anos, nem só uma crise like "70 anos e agora?"; é um crise diária, que faz você ser um Eu melhor a cada amanhecer... Não é possível você se ignorar tanto assim... Crises não podem ser simplesmente evitadas, só porque assim se deseja! Ou não seriam crises.

Com o tempo o nosso relacionamento com nossas crises amadurece. Como se fosse um casamento, sabe? Mas não existe divórcio, no máximo um "Não quero te ver, some daqui!" e depois de uns dias ela volta pra casa, e tudo volta á normalidade.

Uma vida sem crises não tem graça! Ser o mesmo o tempo todo enjoa, não te leva a lugar algum... Então quando a próxima crise te olhar, não fuja; olhe para ela, a cumprimente, e veja no que dá...


Aguardem Novidades...

30 outubro 2016 1 Comentário
Comprometer-se é um ato de coragem!
Olá pessoas, como estão? Sei que sumi, certo? Mas, como sempre, tenho meus bons motivos; tem muita coisa acontecendo na minha, e que está para acontecer... Final de ano já é mais corrido, naturalmente; mas esse ano tem muito mais envolvido.

A faculdade está na reta final do semestre, muitas provas em Novembro, muitos relatórios para entregar; terminando curso de Matemática Financeira; as provas do Inglês; provas do coreano... Não tem sido fácil! Mas está divertido, de certa forma. Acho que me darei bem, e se tudo der certo, dia 26/11 estou de férias (quase que tudo haha).

Estou preparando umas novidades pro blog:

  1. Como começar a escrever um pouco sobre kpop; convidei uma amiga kpopper para escrever aqui comigo, ou seja: vai render assunto! Vocês irão amar ela, é um amorzinho...
  2. Vou descrever melhor como foi meu primeiro ano no Centro Cultural Coreano; sobre o curso. E também sobre algumas curiosidades da cultura coreana, que eu tive a oportunidade de aprender enquanto estudava, e enquanto assistia doramas.
  3. Voltarei a fazer as resenhas de livros, e dos doramas. E provavelmente eu consiga mudar o esquema de avaliação das resenhas, sabe? Estou pensando em criar algo, personalizar as resenhas daqui; só ainda não sei muito bem como...
  4. Irei fazer o download de alguns programas de edição de foto e vídeos; assim poderei personalizar mais o blog, deixar ele mais com a nossa carinha...
  5. Mudarei o layout daqui (creio que já faz 1 ano que estou com esse layout, não?). 
  6. Voltarei a postar sobre academia, treinos...
  7. Tentarei trazer mais algumas entrevistas (sobre cursos de faculdade, agora).
Por enquanto é só isso que tenho programado para fazer entre Dezembro e Fevereiro... Espero que dê tempo, e dê certo... Aceito sugestões também, gente!

Não estou podendo prometer muita coisa, pois estou esperando vaga de estágio, estou pensando em dar uma alavancada no meu TCC nas férias... Então irei com calma; e terei o apoio da minha Unnie aqui no blog, para dar aquela força!

Agora me contem vocês, como tem sido a vida? Também na correria?

TAG do Vício!

09 outubro 2016 6 comentários
O mundo é tão pequeno para as vontades que ando tendo. Flora Matos

Faz tempo que não trago uma TAG, não? Então eu resolvi que hoje vou responder uma pequenininha, e que achei acidentalmente andando pelos blogs da vida.
Acabei parando no blog da Isabela e da Bianca, Blog Amiga Pirei; e adorei a TAG sobre vícios. Vou me expor um pouquinho mais para vocês... Mas não esqueçam de verificarem as respostas da Bianca, foram bem legais! 

QUAL O SEU VÍCIO DOCE?

R: Chocolate (ou beijinho). Sempre foi, e sempre será.

QUAL O SEU VÍCIO SALGADO?

R: Pão de queijo. Não tenho limites com isso gente! Não nasci para parar de comer pão de queijo, é muito bom!


QUAL O SEU VÍCIO EM FRUTA?

R: Maça. É minha fruta favorita, sempre foi. Como diariamente.


QUAL O SEU VÍCIO EM BEBIDAS?

R: Leite. Por incrível que pareça. (Fora água, claro.)

QUAL O SEU VÍCIO EM COR?

R: Cinza. É o que eu mais uso, mais me chama a atenção, e o que eu acredito que combina com tudo e em tudo.


QUAL O SEU VÍCIO EM TIPO DE ROUPAS?

R: Moletons! Mas anda fazendo muito calor para usar, e eu fico triste...


QUAL O SEU VÍCIO EM CALÇADOS?

R: Tênis. Mas me machucam... Então tem sido mais Havaianas mesmo.


QUAL O SEU VÍCIO DE LINGUAGEM?

R: Não sei... Mas acho que pego um pouco mais em regência mesmo, pois não presto muita atenção no que eu falo, nesse sentido.


QUAL O SEU VÍCIO DIÁRIO?

R: Estralar o pescoço. (quase uma necessidade)


QUAL VÍCIO VOCÊ ACHA MAIS CHATO OU ESTRANHO?

R: Aqueles que fazem barulho muito alto e a pessoa não se incomoda, tipo ficar balançando a perna em metais... Essas coisas. Irrita MUITO!
Gostaram? Espero que sim. Gostei de pensar um pouco sobre meus vícios... Quais são os vícios de vocês?


A vida muda de tom quando a gente muda também...

08 outubro 2016 Nenhum comentário
Vivo o meu avesso Hilda Hilst
A vida que eu queria não era bem essa. Não era bem aquela.
Perdi o controle remoto e não sei ler o meu próprio manual; assim complica... 

Nos últimos anos é como se a vida tivesse um fluxo todo próprio, que os outros não percebem, e eu não entendo muito bem. Acontecem coisas que eu tenho que passar sem entender mesmo, e tantas outras que exigem tanta energia, que eu desisti de entender completamente.

Mas sou daquelas pessoas que não consegue viver sem entender, então como eu fico? Não sei. Estou tentando descobrir. Anda meio nublado, mas eu comecei a ver algumas tonalidades no chão do meu caminho.

Ainda sinto certo medo de olhar para frente, e para cima. Talvez medo de que não seja tão ruim quanto eu imagino. Porém fico curiosa sobre qual tipo de céu me espera... Será que é azul?

Tenho sido paciente comigo mesma, para que eu não me desencoraje a continuar, mesmo sem entender racionalmente. Tenho tido tantos avanços, me tornando uma pessoa melhor; passei a conhecer melhor minhas emoções, descobrindo o que me toca. É assustador o quanto coisas simples do dia-a-dia podem mexer com a gente; isso vai desde um morador de rua pedindo comida no frio, até uma mãe que grita e ameaça bater no filho no meio da estação da Sé... 

O mundo tem tido dias difíceis, e eu me recuso a ser um fardo desses para ele,;quero ser a coisa boa no caminho de alguém, quero ser o riso inocente de uma criança... Quero me tornar uma criança grande!

Meu Skoob está mais atualizado do que nunca.

29 setembro 2016 Nenhum comentário
Eu escrevo porque meu sonho é ser um absurdo registrado —  Desconhecido
Não é segredo que nesses últimos 8 anos (ou mais) eu tinha parado com hábitos de leitura, lia apenas o que era pedido (e olhe lá) para a escola, ou faculdade... Não que eu fosse alguém que lia muito, mas eu realmente parei.

Vendo isso eu comecei a me incomodar, porque eu gosto muito de livros, continuava comprando e tudo mais, e não lia. Então do finalzinho de 2015 para cá, eu resolvi que voltaria a ler, aos poucos. Comecei com uns livros pequenos, uns de filosofia, alguns que eu nunca tinha lido... E não é que tenho evoluído? Até hoje , só esse ano, eu li 17 livros! E estou lendo 3 simultaneamente, que comecei semana passada...

No meu retorno ao mundo da leitura eu encontrei dois sites que me ajudam bastante a por minha meta de leitura em dia, e a conhecer novas obras; o Skoob e o GoodReads. Confesso que gosto MUITO mais, e só tenho usado o Skoob; acho o GoodReads um pouco confuso ainda, o site é muito cheio de informação, enquanto que o Skoob é bem mais limpo de informações e rápido para usar.

Não sei usar todos os recursos do Skoob, e nem os descobri ainda. Mas do pouco que sei, dá para seguir as novidades dos seus escritores favoritos; estar mais próximo das resenhas feitas pelos leitores, incluindo aqueles leitores que você costuma seguir também... Além de enviar mensagens, trocar informações e atualizá-las nas páginas dos livros; ou até mesmo trocar livros entre os usuários do Skoob. Dá para fazer de um tudo por ali.

Recentemente eu descobri que durante a leitura de um livro, você pode ir atualizando uma espécie de Diário de Leitura, onde você coloca até que página leu e comenta o que está achando do livro até ali. Achei genial!

Eu atualmente uso mais como uma Wishlist Literária, para eu não ir me esquecendo dos livros que gostei e não pude comprar ainda... Assim como para atualizar minhas leituras recentes, minhas metas literárias... Para esse ano (2016) a meta era de 10 livros, passou para 15, e atualmente a meta literária de 2016 é de 21 livros. Torçam por mim hein! 

Abaixo deixarei o link da minha conta no Skoob e na Goodreads, vamos interagir! Comentem aqui as contas de vocês, vamos verificar nossa compatibilidade literária? E também me digam se gostam do Skoob, o que acham dele; e o que vocês achariam se eu trouxesse algumas indicações de pessoas para seguir no Skoob... Assim como fiz com o Snapchat, no post do dia 03/07/2016 (aqui).


Skoob: Meu Perfil
GoodReads: Meu Perfil



Coisas que me fazem ficar feliz!

27 setembro 2016 Nenhum comentário
Mas moça, primeiro aprenda a ser feliz sem depender de alguém. Desapegue do que te faz mal e procure a felicidade que está dentro de você. — Carteou.
O post de hoje é sobre felicidade, aquela que a gente encontra nas pequenas coisas, sabe? Nas simples... Aliás eu sou do tipo de pessoa que fica feliz com muito pouco, ás vezes... Eu dou significado a coisas bem simples, que ninguém sequer imagina. Então hoje eu vim falar sobre 5 coisas que me fazem ficar feliz!

Confesso que não foi tão fácil descobrir essas 5 respostas, tive que pensar um pouco, mexer bastante nas minhas lembranças... Rever minhas prioridades e ser o mais sincera possível comigo mesma... Mas saiu o que eu imaginava:


COMER
Não é surpresa para ninguém que esse item seria o primeiro mencionado... 
Eu AMO comer, mas confesso que como mais por ansiedade e por não saber lidar com a minha vida, do que realmente estar com fome ou com vontade...
Minha relação com a comida é algo muito inteso, mais intenso do que a maioria dos meus relaiconamentos com as pessoas, sério! 
Desde pequena ficou a marca de que comida é algo bom, e que dar comida, comer junto, é sinal de afeto. Então é comum eu dar chocolate para quem eu gosto...


ABRAÇAR QUEM EU AMO
Eu sou bruta sim, é verdade. Mas tenho um lado muito dócil, que só os meus pais (e mais ninguém na vida) sabem e presenciam diariamente! Só eles sabem o quão carinhosa eu posso ser, quando eu quero... Chego a ser chata, muitas vezes; mas também incomum, como por exemplo gostar de morder eles...
Quando abraço meus pais, eu sinto como se eu fosse capaz de tudo, que seja qual for a situação eu vou dar o MEU jeito...


EXPRESSAR MEUS SENTIMENTOS
Sou péssima nisso, horrível. Não sei nem por onde começar; por isso quando eu expresso algo eu fico muito feliz, porque por mais estranho e torto que saia já é um grande avanço por ter saído! Tentar já é meio caminho percorrido...
Eu antes não dava quase nenhuma vazão a expressões ou sentimentos; mas nos últimos 3 anos tenho trabalhado diariamente para me conhecer melhor para saber o que estou expressando, e sem medo.


ASSISTIR HISTÓRIAS (DORAMAS, FILMES...)
Sou apaixonada por história, e aquelas que se pode ver com personagens na televisão me atraem fácil! Fica mais dinâmico, mais rápido, com detalhes da história, que eu sozinha não seria capaz de imaginar ou reparar se fosse só ouvindo ou lendo...


VIAJAR
Minha família não é muito de sair, de viajar. Normalmente eu pago para não sair de casa e do meu mundo interno. Porém eu me sinto muito mais completa quando estou viajando, principalmente nos trajetos. Seja de ônibus, seja de carro... Parece que nos trajetos eu vou me libertando um pouco, vou deixando partes de mim pelo caminho, marcando o mesmo com a minha existência sabe... Algo como "Eu estive aqui! E eu era assim, quando estive aqui...". Quem sabe não tenho a oportunidade de retornar e perceber o quanto mudei de uma ida para a outra?


Bom, essa são as 5 coisas que me deixam mais feliz, tem muitas mais na lista... Tem algumas coisas que não mencionei, mesmo porque são só 5 itens...
Mas e as 5 coisas que fazem VOCÊ feliz? Você já parou para pensar sobre isso? Ás vezes as respostas são simples e cotidianas, e a gente entende que é possível sim ser feliz todo dia.


 
Desenvolvido por Michelly Melo.