Páginas

♥ Os melhores de Julho! ♥

30 julho 2016 1 Comentário
No final, computadores quebram, pessoas morrem e relacionamentos terminam. O melhor que podemos fazer é respirar e começar de novo.— Carrie Bradshaw
Pelos blogs que ando acompanhando vi bastante gente fazendo algo do tipo, seja em blogs ou até mesmo em canais do Youtube; e vejo isso a meses, e hoje resolvi aderir ao movimento!
Eu decidi por fazer um amontoado de melhores sabe. O melhor livro, o melhor filme, o melhor canal do youtube, a melhor música que descobri... E por ai vai. Cada mês vai ser com categorias diferentes, de acordo com o que vivi nos últimos 30 ou 31 dias.

FILME:  Caça Fantasmas (2016)
LIVRO: Eu, você e a garota que vai morrer
MÚSICA: Monster - EXO
BANDA/ GRUPO: Gnash
BLOG: Fios de Nylon (Carla Corrêa)
DORAMA: Kill me, Heal me (MDC)
SNAPCHAT: Gabriel Inu (inusuke009)
TWITTER: Patri (@batestydia)
Bom foram esses os meus melhores do mês, espero que tenham gostado, e que tenha servido de indicação. Assistam Kill me Heal me, sério; vai mudar a sua vida, seu coração vai palpitar a cada cena linda ♥ Assistam pelo Viki, já que o DramaFever resolveu ser pago...
E me conta nos comentários quais os seus melhores do mês. Tem livro para me indicar? Algum filme? Só não séries, por enquanto, pois não poderei acompanhar nenhuma esse semestre. Beijos, fui!

TAG: Viver é um ato de coragem!

28 julho 2016 1 Comentário
A mágica só acontece quando colocamos o coração e alma para trabalhar pelo melhor, juntos, separados, cada um como pode, com o que tem...
Hoje preferi escrever sobre coragem, algo que eu acho que me falta um pouco. Esses últimos dias andei pensando sobre quantas coisas eu deixei de fazer na minha vida, por falta de coragem. 

Vou escrever sobre isso como se fosse uma espécie de TAG, mas não é. É mais alguns comentários mesmo. Vou mencionar 6 coisas que nunca tive coragem de fazer; nisso vale tudo, o que eu tenho vontade de fazer, o que me arrependo de não ter feito, e o que nunca quero fazer (mas se eu tivesse que escolher, mesmo que tivesse coragem, eu não faria)...

Mas antes vamos a um breve significado; o que seria Coragem segundo o dicionário?
Coragem: do Latim coraticum, derivado de cor, “coração”. Isso porque, em épocas remotas, este órgão era considerado a sede da coragem, além da inteligência. Daí o apelido do Ricardo Coração de Leão.
1. BUNGEE JUMPING: 
Para os desavisados, tenho medo de altura (muito!). Acho fantástico esse esporte, parece incrível mesmo, eu adoraria fazer, se eu não fosse tão medrosa. Pois eu sinto medo até quando subo em uma cadeira e jogo vôlei, imagina nesse esporte? Eu não sobreviveria...

2. SLACKLINE: 
Isso eu tenho vontade de fazer, e até certa coragem, mas me sobra vergonha haha. Talvez se fosse de noite e eu estivesse sozinha ou com pessoas bem próximas, quem sabe eu não faria, não? Parece ser bem desafiador, mas "simples" (pelo menos mais do que o esporte que mencionei acima).

3. UMA VIAGEM DE AVIÃO: 
Talvez essa seja a coisa que mais quero realizar... Não sei se sinto medo; o mais próximo que cheguei de um avião foi chegar ao aeroporto e ficar lá por horas...
Creio eu que eu não passarei mal, espero... E se tudo der certo, em 2 anos já terei realizado esse desejo, pois quero ir a Coréia do Sul.

4. NATAÇÃO: 
Isso é relacionado a um trauma que tenho de piscinas, pois quando eu tinha 5 anos eu me afoguei em uma festinha de criança, na qual eu era penetra... Até aquele dia eu não parecia ter medo de nadar, embora não soubesse. Eu estava na parte funda da piscina a tempo, mas quando percebi que eu estava longe do meu primo eu afundei... Nervosismo talvez?
Depois disso eu entrei novamente na piscina dos meus tios,lá pelos meus 12 anos, mas eu ficava bem tensa e mal aproveitava. Então eu desde então desejo vencer esse meu medo, criar coragem e me matricular nas aulas de natação. Planejo isso para meus próximos 3 anos, se tudo der certo...

5.  GRAVAR VÍDEOS PARA INTERNET: 
Sim, parece bobeira, mas não é. Tem gente que não se importa com isso, e até gosta. Mas não sou muito assim, mal gravo para o snapchat...
Fora que o meu curso universitário pesa muito nessa minha decisão, pois acho que seria se expor muito; e eu ainda não sei se isso é prejudicial ou não. Se expor tem sempre os lados positivos e os negativos; resta pesar sabiamente e verificar se vale a pena, não?
Dentro desse "desejo" seria algo mais como gravar mini vídeos de covers com amigos.


6. AULAS DE TEATRO: 
Bom, deu para perceber que sou uma pessoa muito tímida e introvertida, não? E isso atrapalha minha vontade de entra no mundo das artes, como o teatro. Sempre tive muita curiosidade, sou apaixonada pelos doramas coreanos não é atoa!
Aqui perto de casa até tem uma escola de música que oferece cursos de teatro, a um preço acessível; mas eu ainda não estou preparada psicologicamente para tal feito. Embora eu saiba que essas aulas iriam me ajudar e muito no dia a dia.

Essas foram minhas 6 atividades que eu não tenho coragem de executar; algumas são bem bobas... Mas e a sua lista de coisas que você não tem coragem de fazer, como anda?

Ela e aqueles clichês nos quais só ela acredita...

26 julho 2016 Nenhum comentário
”Alguns relacionamentos são como Tom & Jerry. Eles provocam um ao outro, irritam um ao outro, mas não podem viver sem um ao outro.”
Porque você sabe, não? Ela tem essa mania irritante de ser diferente, mas ser comum. Ela se enrosca em uns fios de pensamentos meio doidos, com direito a um tom de conto de fadas e textura de cinismo, que quase me assustam. Não sei como ela consegue... Eu não a entendo, e ela não faz nenhum esforço para eu eu possa.

Gosta dos contos de fadas, mas se nega a acreditar em algum, prefere a Anastácia do que uma Cinderela. Teima em argumentar que para ela mais vale a princesa desaparecida tirada da história real da humanidade, que fica com o vagabundo e larga um reino para trás; do que ser a emprega doméstica e obediente que é salva por um príncipe muito do enfeitado.

Ela vê a beleza no desarmonioso e ri para o acaso. Não há quem resista psicologicamente a tantas incertezas, é como viver andando na corda bamba. Segundo ela a corda bamba dá mais emoção do que um deserto inteiro para desbravar, só que no fundo ela deve é se atrair pelos dois cenários.

Não bate muito bem da cabeça, já que muda de opinião quando bem entende, mas explica sempre sua posição com o maior teor de convencimento possível; diz que triste é não ter ideia para mudar, garanto que ela surrupiou isso de algum livro... Mas mesmo quando muda de ideia, ou de humor, eu ainda posso ver que ela é a mesma, seus valores não são inconstantes, apenas sua forma de encarar o mundo, acho que é por isso que ela aceita certas companhias, não?

Ela é daquelas que lê bastante e assiste muitas coisas sem sentido, se entretém até com desenho animado, em plenos 20 e poucos anos. Ri como quem não tem preocupações com o amanhã, mas só eu sei como ela fica pilhada quando tem dúzias de trabalhos para entregar nos prazos certos. Por fora, uma calmaria em pessoa, por dentro, uma tempestade perigosa. Há quem a julgue pela calma e a desafie, ela não gosta, poucos sabem disso... Então ela aproveita o que a vida lhe dá e mostra que não se encaixa na calmaria, mas que passa tranquila por ela sim.

Há quem diga que ela não se encaixa em lugar algum, e outros que a agrupam em locais contraditórios; ela é tão extensa que consegue encantar e conter a ambivalência. Ela mesma não se vê em lugar algum, com ninguém; é daquelas que se julga intocável; mas que confessa, na calada da noite, que sente falta de Alguém. Quem é esse alguém, eu não sei; mas está estampado na sua personalidade que nem ela sabe ao certo.

É tão estranha que acredita no que não sabe, e ainda mais naquilo que a desafia. Amo desafios, suspeito que um dia um desses desafios ainda a levará para o túmulo. Mas quem disse que ela se importa? Ela vem descobrindo a vida e colorindo ela com tons inusitados; nem ela sabe que dança é essa que a embala durante suas descobertas. Ela não sabe quem é, mas diz que tenta descobrir. Como? Não sei, ela nunca parece estar empenhada em se definir...

Ela é de outro mundo, isso eu te garanto. Nada a define, nada a controla, nada a satisfaz; mas ela é incrivelmente feliz, em certos momentos claro... Já viu alguém assim por ai? Acho que são raridades... Devo colocá-la no potinho e  tentar vendê-la? Ou simplesmente a guardo com todo cuidado para valorizar ainda mais sua existência? Acho que ela se sentiria lisonjeada e nem um pouco rancorosa, pois até mesmo dentro de um potinho eu sei que ela é capaz de ser feliz.


TAG: blogueira iniciante

24 julho 2016 3 comentários
Seja uma flor no inverno de alguém. — Yurgen Maas
Olá, hoje vou responder uma TAG de blogueira iniciante (fonte: Thayline), embora sei que não me consideram iniciante, pois estou a mais de 2 anos por aqui... Mas a questão é que eu fiquei parada por muito tempo, e não considero que eu tenha passado da fase de iniciante; quem sabe essa minha percepção mude daqui 1 ano e meio...

Essa TAG também é uma forma de eu contar um pouco mais sobre o blog, o que me inspira para manter o Seja Frugal sempre com conteúdo... Eu espero que sinceramente vocês gostem.

1- Qual seu nome? Qual seu Blog? 
Meu nome é Sarah. E o blog é o Seja Frugal, mais conhecido por www.riscoculto.blogspot.com.br

2- Porque começou o Blog e/ou Canal? 
Resumidamente, porque eu queria expressar o que eu pensava, e unir a escrita á arte (fotos, designer...); fora que é uma oportunidade única de interagir com pessoas maravilhosas, e aprender muito sem sair de casa.

3- Há quanto tempo estão ativos?
Boa pergunta... Tive que recorrer aos registros do blog. Pelos registros, e se não me falhe a memória, desde 27/01/2014 com um post muito do esquisito de abertura, misturado com Playlist... Eu realmente não sabia o que escrever...

4- Você tem ou teve alguma Guru de inspiração?
Opa, várias inspirações; porém alguns desses blogs saíram do ar a tempos; posso mencionar uns 4 que me inspiram atualmente? Posso né... São: Psicose da Nina; Letras na Gaveta; Nada de Conto de Fadas; e All Mine

5- O que sua família e amigos acham disso?
Poucos da minha família sabem. Meus pais sabem e não me atrapalham, sabe, isso é o que importa. Minha mãe um dia entrou aqui no blog e ficou HORAS lendo, rindo e ela elogiou a beça. Mas mãe é mãe... Não creio que a opinião da minha conte muito nesse quesito, pois é super tendenciosa...

6- Que tipo de conteúdo há em seu blog e canal?
Meu blog não tem tema específico; tem de tudo um pouco. Mas confesso que acabo escrevendo mais sobre meus devaneios, sobre doramas e músicas.

7- Pretende exercer alguma profissão nesse ramo? 
Sinceramente? Não. Pelo menos não penso nisso agora. O que quero mesmo é criar interações saudáveis com e entre aqueles que acompanham o Seja Frugal.

8- Cite uma Blogueira iniciante que você acompanha: 
Tenho algumas que acompanho, mas posso citar a Thayline, aliás foi através dela que conheci essa TAG. O blog dela vem me encantando, assim como a forma dela escrever... E eu a conheci não tem nem 1 mês, praticamente, e ela ainda respondeu a TAG, dizendo que tem o blog a pouco mais de 3 meses.


Bom, essa foi a TAG, bem curtinha, não? Espero que tenham gostado, e sintam-se a vontade para responder, visitem o blog da Thayline e confiram as respostas dela sobre o seu blog...

Mais do que fazer faculdade, se tornar Alguém!

22 julho 2016 2 comentários
Ser quisermos ser alguém de verdade, temos que conhecer de tudo um pouquinho; de Ratinho, Globo Rural, á TCC's renomados!   Carmen
Finalmente estou de férias! Mas sinceramente, eu nunca estou 100% de férias; pois fora os cursos extracurriculares que não entram em férias simultaneamente; eu inevitavelmente não consigo sossegar, pelo menos não enquanto eu não terminar meu TCC ou a faculdade. Eu sempre estou pensando em como vai ser esse próximo semestre, em quais matérias eu terei mais dificuldade; se eu darei conta da universidade, do curso de coreano, do CFC, do Inglês e do curso de sexta-feira (Matemática Financeira). Parece loucura, e realmente é! Onde eu estava com a cabeça quando planejei fazer tudo isso, ao mesmo tempo?

Acho que estou levando as palavras da minha mentora Carmen muito á sério. É como se eu não tivesse tempo o suficiente de entrar em contato com todos os mundos possíveis; ai eu fico aparentemente sobrecarregada. Mas a verdade é que a gente dá conta sim; se não ficar protelando, não criar tantas desculpas esfarrapadas, ou até mesmo autossabotagem. Se a gente eliminar essas nossas atitudes derrotistas e negativas a gente até consegue. Pode não sair tudo na mais perfeita ordem, mas sai.

O bom de uma rotina mais corrida, é que a gente não tem muito tempo para pensamentos negativos sobre nós mesmos; a gente se encontra 24 horas sendo desafiados por nós mesmos, por nossas expectativas e nossas construções; diante de desafios a gente tende a não vacilar nessas situações. Pois se desestabilizar em um, desestabiliza todo o resto; vira uma bagunça tremenda, que depois daria muito trabalho arrumar... Então a gente cuida mais de nós mesmo, para estarmos bem para cada tarefa, cada desafio. Olhamos mais para nós mesmos; conhecemos pessoas e mundos diferentes; convivemos com ambiguidades; estimulamos nosso lado mais humano, nosso raciocínio...

Se é cansativo? Muito, principalmente se a gente faz tudo bem feito mas é um cansaço gostoso, de se sentir em dia consigo mesmo, bem, produtivo.

Esse ano ainda tem um adendo, na verdade esse ano e no próximo; pois estou com meu TCC em andamento já. Esse ano é o de leitura (leituras essas que ainda mal comecei, mas irei) e provavelmente o mais tranquilo de levar. Conforme eu for lendo os materiais, eu provavelmente virei trazendo mini resenhas, pois são temas interessantes. Como ainda não comentei, o tema do meu TCC é sobre Fenomenologia para o Câncer de Mama. Não darei maiores detalhes não, mas é algo interessante.

Como estou nesse clima de TCC, preparem-se pois estarei compartilhando alguns TCC's que eu ler e achar legais, alguns vídeos de pessoas contando sua experiência com o TCC. Mais para rente, pode ter até um vídeo meu com as meninas do grupo, falando sobre o nosso TCC e tirando umas dúvidas básicas, quem sabe? Isso eu teria que verificar com elas, se elas se sentiriam confortáveis com isso...

O post de hoje é só para noticiar que 2016 vai ser loucura, e 2017 não será para brincadeiras! Justamente pelo fato de eu acreditar firmemente que a gente tem que vivenciar tudo o que puder; conhecer de tudo um pouco, principalmente do que se gosta. Isso, para mim, é ganhar experiência em menor período de tempo, aproveitando o máximo possível o que cada coisa tem a me oferecer; me doando de certa forma também, amadurecendo...


TAG: Eu nunca...

20 julho 2016 3 comentários
A vida é sobre enfrentarmos os nossos medos.  Desconhecido
Numa das visitas que fiz ao blog a Thais Lopes ( dosqueamo ) eu vi ela comentando sobre as 5 coisas que ela nunca fez, e isso me deixou com muita vontade de escrever a respeito das minhas coisas nunca feitas, e olha que são muitas, algumas eu nem tenho intenção de realizar, mas outras...
Mas vamos ao que interessa...

1. Andei de avião: Na verdade eu nunca sai de São Paulo, e para ir ao interior eu só fui de carro ou de ônibus...
Tenho muita curiosidade sobre isso! Principalmente depois que fui levar meu pai ao aeroporto para a viagem dele, eu fiquei meio impressionada com o lugar e ansiosa.
Quem sabe em uns 2 anos eu não possa realizar esse feito? Indo para a Coréia do Sul, ainda por cima... Se tudo der certo, assim será!

2. Fui a um parque de diversões: nem os da periferia, sabe? Meus pai me prometeram tanto desde que eu tinha uns 5 anos, mas até hoje nunca fui levada a um. Morro de vontade de ir ao um parque desses, bem grandes, com muitos brinquedos e barraquinhas de prendas. Deve ser muito divertido, embora eu seja cagona para quase todos os brinquedos, pois muitos deles envolvem altura ou água.

3. Fui a um zoológico: nem quando eu estava na escola, e olha que já me levaram para n lugares naquela época... Desde aquário, até Sítio do Pica Pau Amarelo... Mas zoológico, não. E há uns 4 anos eu vivo ouvindo promessas de que me levariam para ver a girafas, mas até agora, nada.

4. Fiquei hospedada, ou fui, a um hotel fazenda: tenho muita vontade de ir e passar uns 15 dias lá, descansando e aproveitando a paisagem. Venho combinando com a minha mãe para irmos no final do ano, mas tudo depende de como nossa condição financeira estará até lá...

5. Surfei: e isso eu não pretendo mudar nunca! Não sei nadar, e mesmo que eu aprenda a nadar, como eu planejo, eu não gostaria de surfar, pois tenho muito medo do mar, tubarões, e afogamentos. Pra quem não sabe, eu me afoguei quando era bem pequena, quando tinha uns 5 anos acho... Sou traumatizada.


E então, quais seriam as 5 coisas que vocês nunca fizeram? E tem vontade de fazer? Há certas coisas que, embora nunca feitas, não nos despertam interesse, não? Deem uma passadinha lá no blog da Thais, ela teve umas respostas interessantes, inclusive a primeira é igual a minha...

E caso queiram responder, fiquem a vontade, se preferirem podem comentar aqui mesmo, vou adorar saber...

Lugares no mundo que eu gostaria de conhecer:

15 julho 2016 3 comentários
O escritor e o fotógrafo utilizam as mesmas ferramentas, mas enquanto um descreve uma imagem com mil palavras o outro descreve mil palavras com uma imagem.
A gente sempre tem aqueles lugares que ficam sendo cenários dos nossos sonhos mais legais, não? Uns lugares que a gente nem sabe se vai ter tempo de visitar, mas que mesmo assim nos estimulam a economizar e a nos planejar para que dê certo.

Na minha lista de lugares que quero muito conhecer tem lugares nacionais também. Cada um sabe seus motivos para querer conhecer uma cidade, no post de hoje eu vou expor alguns desses lugares que quero conhecer, e um motivo pelo qual esse lugar é interessante para mim.

O bom de montar essas listas é que você passa a se conhecer melhor, relembra seus sonhos, volta a planejar sua vida para que você visite esses lugares, e ainda estimula sua imaginação de como seria você nesses lugares... 
Seul - Coréia do Sul
Não é novidade para ninguém que eu tenho muita vontade de viajar para Seul. Desde que comecei as aulas de coreano, essa vontade só tem aumentado. Pelos snaps da Thais Midori (que eu comentei sobre, nesse post aqui) eu pude ver o quão incrível pode ser aquele lugar, as pessoas... Mal posso esperar para embarcar de vez para essa viagem! Quem sabe em 2 anos, não?
Aliás, acabei encontrando um post no Catraca Livre maravilhoso que fala do porquê ir para Seul é tão incrível, mencionando desde o transporte público, até a segurança de lá...

Paris
Ok, pode parecer meio clichê, mas eu quero mesmo ir. Paris é charme puro, e o turismo lá deve ser incrível. Cada filme que eu assisto, que menciona ou é retratado em Paris, me deixa com o coração mais animado, pois eu acho as paisagens de lá lindíssimas.
Não sei falar francês, mas até minha ida, eu dou um jeitinho de aprender o basicão para passar 15 dias lá.


Nova York
Outro clichê? Pode ser...
Acho que NY é muito atrativa, tanto de dia, quanto de noite. Claro que para ir para lá eu devo estar muito bem preparada financeiramente, pois um erro no planejamento desse cálculo, e eu posso ir a falência!

Curitiba
Pode parecer estranho que esse seja um dos lugares que mais quero ir (3º na verdade); mas é porque eu realmente ouvi maravilhas de lá, desde o transporte público, até a forma como as casas foram construídas.  Tenho altas expectativas sobre esse lugar.
Corre um sério risco de ir lá e me apaixonar de vez pelo lugar e pelas pessoas, mas esse é um risco que eu assumo tranquilamente!

Campos do Jordão
Quero sim ir. E não, não é em casal. Queria mesmo é juntar uns 3 amigos e ir passar uns 4 dias por lá. Só esse ano eu acompanhei via snap umas 4 pessoas indo para Campos do Jordão, e eu me apaixonei por aquele lugar, sério. E a noite aquilo é muito mais bonito, tudo é iluminado, meigo...
Esse é o 2º lugar que mais quero ir, só perde para Seul! O que mais me atrai nesse lugar é a arquitetura incrível que as casas tem. Claro que os restaurantes também foram muito atrativos haha.

Sintam-se a vontade para me contar os lugares que querem visitar, vou adorar saber...


Carta a um ex-amor passageiro!

13 julho 2016 2 comentários
Não me alimento de “quases”, não me contento com a metade.Nunca serei sua meio amiga, ou seu meio amor.  —   Marilyn Monroe
E a vida era aquilo mesmo, uma rotina indefinida na flor da juventude. Nos perdíamos no tempo, você também se sentia assim? Presumo que sim. Arrisco a assumir que não entendíamos metade das coisas que aconteciam, eramos distraídos demais, ou não eramos bons em montar quebra cabeças.

Você ainda se lembra como eu tinha medo de você? Chegou um tempo em que eu nem mais disfarçava, afirmava frente a frente que você me assustava e eu não queria fazer nada a respeito disso. Acho que se você realmente tivesse acreditado em minhas palavras, teria me perguntado dos meus porquês, mas você apenas aceitava aquilo e tentava me tranquilizar, sem muito êxito.

Agora sei que aquilo não era medo, era algo parecido e facilmente confundido com desconforto, mas como já diria Won (I need Romance 3) era animação; aquela palpitação gostosa que dá no peito da gente quando a pessoa que gostamos está perto. A gente fica meio abobada mesmo, não sabe bem o que falar ou fazer; mas o melhor de tudo isso é não saber mesmo, porque tudo é muito novo e tudo pode nos surpreender.

Comigo não foi diferente, suas posturas me surpreendiam; você me deixou atacando nós dois sozinha, passou a ser compreensivo e então eu me desarmei; fiquei sem saber o que fazer, e desisti de entender ou agir, só parei mesmo. Parando para ouvir o que eu sentia, vi que te admirava, gostava de você sem muitos porquês.

Como um cúmplice você pareceu descobrir mas esperava uma declaração. Foi em vão, não a fiz. O tempo passou e com ele meus sentimentos mudaram, minhas lembranças suas ganharam peso e eu aprendi a te guardar em mim como um amor primário, um rascunho de amor mesmo: A primeira vez que tentei amar, sem saber, e deu certo!

Sei de notícias suas vez ou outra e me sinto cada vez mais orgulhosa por ter gostado de alguém como você. Não me interessa se te achavam meio bizarro na época, ou se te acham estranho hoje; aos meus olhos você era um garoto incrível, e naquela época eu não sabia identificar porquê, mas hoje eu sei. Será que se nos esbarrássemos por ai você me ouviria? Não duraria mais do que um Mocha Branco no Starbucks, juro.

Só então eu poeria te dizer sem pesos ou medo no coração que eu gostei de você de verdade, e foi lindo mesmo sem ter tido um enredo dualista. Brincamos sozinhos com nossos sentimentos, descobrindo. Naqueles dias eu te via como alguém inteligente, alguém bonito por dentro e por fora, alguém ordinário ao alcance de minhas mãos, alguém que me irritava por me desafiar e me instigar. 

Eu simplesmente diria algo do tipo, resumidamente; e finalizaria com o meu mais sincero: Eu gostei de gostar de você. Elevou meu patamares, e só agora me dei conta de que pela primeira vez tinha gostado de alguém pelo que esse alguém era, mesmo que não tivéssemos a melhor relação do mundo. Aprendi a gostar de alguém com quem não sabia lidar. Gostei até dos seus defeitos, que se encaixavam perfeitamente com os meus.

Já na saída do Starbucks eu sorriria e te passaria a mensagem mais importante que eu teria a lhe entregar e que meus lábios não tem jeito de pronunciar: Obrigada por ter sido meu amor na juventude! Valeu muito a pena! Será que ainda podemos ser amigos? Agora acho que sei como lidar contigo...

TAG: Minha vida em uma Playlist Aleatória!

10 julho 2016 4 comentários
Eu sou intensa demais para as minialidades desse mundo. — Danielle Quartezani
Mais uma TAG legal, dessa vez fui indicada pela querida Ste - Kakumei Blog (minha amiga do colégio) para responder, achei fantástica; é um pouco mais longa do que as anteriores, mas uma viagem. A TAG consiste em responder perguntas sobre a minha vida com base na minha playlist no modo aleatório, imagina o tanto de acasos que eu não terei hein...
Abaixo vão as regas dessa TAG:

- Abra sua lista de música (Ipod, Itunes, Windows Media Player...);
- coloque no modo aleatório;
- aperte o play;
- para cada pergunta abaixo, escreva o nome da música que esteja tocando;
- quando passar para a próxima pergunta, aperte o botão para avançar para outra faixa;
- não minta e nem tente parecer legal!
Entenderam, certo? Então lá vamos nós...

1. Tema do seu nascimento: Forfun - Morada
Pode até ser que tenha a ver, ainda não sei dizer se sou, ou se consigo ser, essa pessoa tão leve e de alma pura assim... Mas a uns anos eu venho tentando me tornar uma pessoa melhor, fazer de mim morada de sentimentos bons, e aprendendo a ser mais gentil com o mundo.

2. Primeiro dia na escola: Pikeno e Menor - Amiga Parceira
Nada a ver essa música. Eu tinha apenas 5 anos, e usava uma mochila do Piu-Piu!

3. Tema do seu primeiro amor: Nego do Borel - Não me deixe sozinho
Ok! Nego do Borel nunca me decepcionando haha. Acho que com 5 anos eu não teria a mentalidade de cantar isso, mas hoje eu vejo que ela se encaixa em muitos amores...

4. Tema da sua primeira decepção amorosa: Nicki Minaj & Cassie - The Boys
Sempre soube que alguém cantaria o que eu pensava a respeito dos meninos (a maioria...) quando eu estava na adolescência. Não que esse pensamento tenha mudado muito...


5. Tema da sua vida escolar: Scracho - Tô bem assim
Mas é claro! Estou de férias, tem como não estar bem assim? E outra, eu estou me dando muito melhor com o povo dos lugares onde estudo. Não que fico fazendo social, mas já não sinto tanta vontade de sumir dali, e consegui criar algumas afinidades importantes. Continuo achando que tem muita gente desnecessária, sim; mas sinto menos irritação do que antes. Seria eu aprendendo a conviver em sociedade? Será?

6. Tema da sua primeira briga: Glória & Lucas (Fresno) - Horizontes
Nem me lembro qual foi, mas com certeza eu devo ter me arrependido. Até hoje me sinto mal brigando, embora eu seja mesmo briguenta, vai entender!
Mas ainda assim sei dizer que é bem parecido como me sinto em relação as minhas brigas. Pois creio que mais da metade, uns 90%, dessas brigas são tão desnecessárias, poderiam até ser evitadas.

7. Tema do seu primeiro porre: Jammil e uma noites - Você é tudo
Espero que meu primeiro porre nunca chegue... Mas se for para chegar, creio eu que será (e espero mesmo que seja) por alguém especial. Pois se tiver que acontecer, que seja por um motivo nobre, não? Melhor do que ter um porre pelo TCC, aposto.

8. Tema atual da sua vida: Tribo da Periferia  - Alma de Pipa
É uma música que eu aprecio também, e que define algumas áreas da minha vida, mas não sei se essa seria a melhor representação... Ainda assim, encaixa muito bem, ainda mais agora que estou percebendo reais mudanças no meu jeito de ser e pensar; tudo isso pendendo para um lado mais leve, e também mais simples de encarar a vida.

9. Sua canção de namorados: Dorama Missing You (I miss you) - The Wind is Blowing
O que declarar sobre essa música? Não é acaso, é? Ela me traz paz de espírito, me faz pensar que nem sempre a gente precisa dizer o que sente ou o que pensa, e que está tudo bem sentir, principalmente sentir saudade.

10. Primeira traição: Demi Lovato - Give your heart a break
Bom, se não for eu a traída, tudo se encaixa PERFEITAMENTE bem, não é não?

11. Música do seu casamento: Hyorin - I choose to love you
Ok, golpe baixo do Aleatório... Amo essa música, amo essa cantora... Mas não mudei minha ideia sobre casamento haha

12: Trilha sonora da sua primeira vez: (pai não leia isso haha) Younha - I can't believe it

Essa música é muito, mas muito, fofa! É romântica, de um jeito bem fofinho e ingênuo até. Cair nessa pergunta fez ela ficar interessante.
Prestem atenção no nível de fofura e como uma pessoa que não sabe lidar com o que está vivendo pensa:

"Embora eu seja muito desajeitada
Mas só você pode me treinar"

13. Trilha sonora para as demais vezes: (pai continue ignorando esse assunto, obrigada) Melanina Carioca - Deixa se Envolver
Adoro essa música! Ela é uma das mais "ousadas" da minha Playlist, creio eu. Lembro que eu fiquei umas 3 semanas ouvindo essa música diariamente, de tanto que tinha gostado desse trabalho do grupo.

14. Primeira canção em seu carro: Rod Gebin - She will be loved (cover)

Eu não achei o cover que tenho no celular, tudo sobre esse cara foi retirado do Youtube, não sei porque; então deixei a original mesmo.
Não creio que essa será a primeira, provavelmente será uma do BTS. Mas essa música é uma que eu tocaria sim, quando eu estivesse sozinha, claro.

15. Primeira viagem de carro: Shawn Mendes & Camila Cabello - I know what you did last summer
Repito, acharia muito mais significativo se tivesse um BTS por aqui. Mas confesso que essa é uma música que eu tocaria milhares de vezes durante uma viagem. 
Impossível não cantar junto nessa música, é envolvente; tem história; os dois cantam muito bem; e o ritmo é contagiante. 
Não teve BTS, mas a música é perfeita também!

16. Tema dos teus flashbacks: Hyorin feat JooYoung - Erase
10 (aleatório da playlist) x 0 (psicológico)! Minha gente, o que é essa música encaixada tão perfeitamente nessa pergunta? Não sei lidar... Assistam e procurem a tradução, que vocês me entenderão.

17. Tema de nascimento do seu primeiro filho: Dorama Falling For Innocence instrumental - What
Não poderia ser melhor escolha. É instrumental e é perfeita. Quando a ouço eu sinto uma certa animação, curiosidade até... É uma harmonia diferente, aquece meu coração. Acho que quando eu tiver um filho eu vá me sentir de forma parecida...

18. Música que estará ouvindo quando morrer: Emicida - Aos olhos de uma criança
É uma música muito bonita realmente, mas de certa forma muito triste... Eu amo essa música.
Creio que quando eu morrer a minha vida pode passar pelos meus olhos, como se passasse pelos olhos de uma criança sabe. Por mais que eu me faça de durona e madura, eu não passo de uma criança, com o coração e alma assustados. Não creio que quando eu me despedir desse mundo, vá ser muito diferente do que uma despedida de uma menina de 6 anos de idade.

19. Música do funeral: Rudimental - Free
Teria música melhor? Não mesmo.
Para quem não sabe, ou não conhece essa música, ela é perfeita. Ela na verdade é quase um desabafo de uma alma que quer ser livre e leve. Creio eu que morte e funeral são lugares próprios para que essa música se encaixe com tanto significado. Se bem que na minha vida toda essa música se encaixa

20. Música que cantará para todos onde estiver: Jang Geun Suk - I will promise you
Mas rapaz, como você me coloca essa música nessa pergunta? Coração não aguenta... É bem a minha cara estar cantando algo do tipo, se eu pudesse...
Vejam só que lindas essas partes da canção:
"Não fique sentada chorando,
Olhe nos meus olhos
Conte a todos as suas lembranças mais antigas
Apague tudo que deve ser esquecido
Eu sempre vou estar aqui com você."
(...)
"Eu prometo a você
Posso prometer isso
Porque é você.
Eu vou cuidar de você
Eu vou estar aqui na sua frente."
Perfeita, não? Eu acho que é mais ou menos isso que eu estaria preocupada em dizer, ou passar para quem ficou, sabe... Pois é difícil ficar, deve ser bem mais difícil do que partir...


E finalmente terminou a TAG! Gostaram? Eu me amarrei, viajei horrores pelas possibilidades e pelos encaixes aleatórios. Uns tão bem combinadinhos, outros sem fazer sentido algum... 

Bom, recomendo que visitem o blog da Ste e vejam as respostas dela. Nossas playlists são bem diferentes! Eu adorei como as músicas dela se encaixaram nas perguntas.



 
Desenvolvido por Michelly Melo.