Páginas

Uma vida que se recusa a ser morna!

31 outubro 2016 1 Comentário
Ela me mostrou o mundo, e falou que se eu me esforçar ele será todo meu. — Tumblr Harmonicamente
Confessa, vai! Você também já se sentiu sem rumo, meio perdido. É a mesma sensação de ter o mundo nas mãos e não saber o que fazer; e não ter nada do que se quer; e também não saber o que fazer.

Arrumar um sentido de vida não é difícil, difícil é você perceber qual o é. Muitas vezes a gente vive sem perceber, sem se perceber. A gente vai levando a vida, levianamente, como se fosse uma fase inútil do candy crush (nada contra candy crush, mas a vida é muito mais do que isso...).

A vida também fala conosco, ás vezes grita, dá umas porradas violentas... Ela se faz presente, quando a gente quer se anular! Não espere ela te expulsar para você perceber o quão valiosa ela era.

O que a sua vida tem lhe sinalizado? Você tem olhado para ela? Isso tudo não é só uma crisezinha dos 20, ou 30 anos, nem só uma crise like "70 anos e agora?"; é um crise diária, que faz você ser um Eu melhor a cada amanhecer... Não é possível você se ignorar tanto assim... Crises não podem ser simplesmente evitadas, só porque assim se deseja! Ou não seriam crises.

Com o tempo o nosso relacionamento com nossas crises amadurece. Como se fosse um casamento, sabe? Mas não existe divórcio, no máximo um "Não quero te ver, some daqui!" e depois de uns dias ela volta pra casa, e tudo volta á normalidade.

Uma vida sem crises não tem graça! Ser o mesmo o tempo todo enjoa, não te leva a lugar algum... Então quando a próxima crise te olhar, não fuja; olhe para ela, a cumprimente, e veja no que dá...


Aguardem Novidades...

30 outubro 2016 1 Comentário
Comprometer-se é um ato de coragem!
Olá pessoas, como estão? Sei que sumi, certo? Mas, como sempre, tenho meus bons motivos; tem muita coisa acontecendo na minha, e que está para acontecer... Final de ano já é mais corrido, naturalmente; mas esse ano tem muito mais envolvido.

A faculdade está na reta final do semestre, muitas provas em Novembro, muitos relatórios para entregar; terminando curso de Matemática Financeira; as provas do Inglês; provas do coreano... Não tem sido fácil! Mas está divertido, de certa forma. Acho que me darei bem, e se tudo der certo, dia 26/11 estou de férias (quase que tudo haha).

Estou preparando umas novidades pro blog:

  1. Como começar a escrever um pouco sobre kpop; convidei uma amiga kpopper para escrever aqui comigo, ou seja: vai render assunto! Vocês irão amar ela, é um amorzinho...
  2. Vou descrever melhor como foi meu primeiro ano no Centro Cultural Coreano; sobre o curso. E também sobre algumas curiosidades da cultura coreana, que eu tive a oportunidade de aprender enquanto estudava, e enquanto assistia doramas.
  3. Voltarei a fazer as resenhas de livros, e dos doramas. E provavelmente eu consiga mudar o esquema de avaliação das resenhas, sabe? Estou pensando em criar algo, personalizar as resenhas daqui; só ainda não sei muito bem como...
  4. Irei fazer o download de alguns programas de edição de foto e vídeos; assim poderei personalizar mais o blog, deixar ele mais com a nossa carinha...
  5. Mudarei o layout daqui (creio que já faz 1 ano que estou com esse layout, não?). 
  6. Voltarei a postar sobre academia, treinos...
  7. Tentarei trazer mais algumas entrevistas (sobre cursos de faculdade, agora).
Por enquanto é só isso que tenho programado para fazer entre Dezembro e Fevereiro... Espero que dê tempo, e dê certo... Aceito sugestões também, gente!

Não estou podendo prometer muita coisa, pois estou esperando vaga de estágio, estou pensando em dar uma alavancada no meu TCC nas férias... Então irei com calma; e terei o apoio da minha Unnie aqui no blog, para dar aquela força!

Agora me contem vocês, como tem sido a vida? Também na correria?

TAG do Vício!

09 outubro 2016 6 comentários
O mundo é tão pequeno para as vontades que ando tendo. Flora Matos

Faz tempo que não trago uma TAG, não? Então eu resolvi que hoje vou responder uma pequenininha, e que achei acidentalmente andando pelos blogs da vida.
Acabei parando no blog da Isabela e da Bianca, Blog Amiga Pirei; e adorei a TAG sobre vícios. Vou me expor um pouquinho mais para vocês... Mas não esqueçam de verificarem as respostas da Bianca, foram bem legais! 

QUAL O SEU VÍCIO DOCE?

R: Chocolate (ou beijinho). Sempre foi, e sempre será.

QUAL O SEU VÍCIO SALGADO?

R: Pão de queijo. Não tenho limites com isso gente! Não nasci para parar de comer pão de queijo, é muito bom!


QUAL O SEU VÍCIO EM FRUTA?

R: Maça. É minha fruta favorita, sempre foi. Como diariamente.


QUAL O SEU VÍCIO EM BEBIDAS?

R: Leite. Por incrível que pareça. (Fora água, claro.)

QUAL O SEU VÍCIO EM COR?

R: Cinza. É o que eu mais uso, mais me chama a atenção, e o que eu acredito que combina com tudo e em tudo.


QUAL O SEU VÍCIO EM TIPO DE ROUPAS?

R: Moletons! Mas anda fazendo muito calor para usar, e eu fico triste...


QUAL O SEU VÍCIO EM CALÇADOS?

R: Tênis. Mas me machucam... Então tem sido mais Havaianas mesmo.


QUAL O SEU VÍCIO DE LINGUAGEM?

R: Não sei... Mas acho que pego um pouco mais em regência mesmo, pois não presto muita atenção no que eu falo, nesse sentido.


QUAL O SEU VÍCIO DIÁRIO?

R: Estralar o pescoço. (quase uma necessidade)


QUAL VÍCIO VOCÊ ACHA MAIS CHATO OU ESTRANHO?

R: Aqueles que fazem barulho muito alto e a pessoa não se incomoda, tipo ficar balançando a perna em metais... Essas coisas. Irrita MUITO!
Gostaram? Espero que sim. Gostei de pensar um pouco sobre meus vícios... Quais são os vícios de vocês?


A vida muda de tom quando a gente muda também...

08 outubro 2016 Nenhum comentário
Vivo o meu avesso Hilda Hilst
A vida que eu queria não era bem essa. Não era bem aquela.
Perdi o controle remoto e não sei ler o meu próprio manual; assim complica... 

Nos últimos anos é como se a vida tivesse um fluxo todo próprio, que os outros não percebem, e eu não entendo muito bem. Acontecem coisas que eu tenho que passar sem entender mesmo, e tantas outras que exigem tanta energia, que eu desisti de entender completamente.

Mas sou daquelas pessoas que não consegue viver sem entender, então como eu fico? Não sei. Estou tentando descobrir. Anda meio nublado, mas eu comecei a ver algumas tonalidades no chão do meu caminho.

Ainda sinto certo medo de olhar para frente, e para cima. Talvez medo de que não seja tão ruim quanto eu imagino. Porém fico curiosa sobre qual tipo de céu me espera... Será que é azul?

Tenho sido paciente comigo mesma, para que eu não me desencoraje a continuar, mesmo sem entender racionalmente. Tenho tido tantos avanços, me tornando uma pessoa melhor; passei a conhecer melhor minhas emoções, descobrindo o que me toca. É assustador o quanto coisas simples do dia-a-dia podem mexer com a gente; isso vai desde um morador de rua pedindo comida no frio, até uma mãe que grita e ameaça bater no filho no meio da estação da Sé... 

O mundo tem tido dias difíceis, e eu me recuso a ser um fardo desses para ele,;quero ser a coisa boa no caminho de alguém, quero ser o riso inocente de uma criança... Quero me tornar uma criança grande!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.