Postagens Pop

Seja quem você quer do seu lado, e não quem observa de longe...

17 novembro 2016
Como você cuida de você, vai definir o quão longe você vai.
Se a única pessoa capaz de te acompanhar por toda uma vida é você mesmo, não custa fazer dessa companhia a mais interessante possível... Que me desculpem os Outros, mas eu também sou importante para mim! Sou um ser em relação, reconheço; mas relação própria é um desafio que eu também enfrento... Afinal nem todos os dias são fáceis, acordar se aceitando leva um bom tempo e muito trabalho mental; mas também, se fosse fácil, não estaríamos aqui...

É verdade que por muito tempo a gente se enconde nas beiradas da nossa personalidade, culpa o Outro, desconta nisso ou naquilo, foge de um absurdo ou de outro... Mas no final de toda noite, é só você e você mesmo; não tem para onde correr, e tudo vai vir como um livro escancarado, para ser olhado, para ser lido. E enfrentar isso toda noite pode ser de tirar o sono, embora não seja de todo ruim; é preciso ver o que está mal para poder melhorar, é preciso dançar com a solidão e a tristeza vez ou outra, para aprender a rir com a alegria e a felicidade!

O humano não existe para ser fácil, veio para se complicar e desenrolar. Cada um tem seu processo, cada qual com suas potencialidades; mas de fato, é real que todos nós enfrentamos os mesmos monstros, talvez com uma fantasia diferente, mas ainda os mesmos... E são elas que nos amadurecem, que nos calejam; fazem por nós, o que temos medo de fazer diariamente, viver!

Experiência própria, apostei em mim mesma e descobri coisas maravilhosas sobre mim mesma. Acreditem, é possível amar algo com defeito, algo que veio meio torto, meio perdido. A gente aprende a se apaixonar por cada esquina da nossa vida, cada erro nosso, cada experiência que carregamos na alma, cada cicatriz que levamos no DNA.

Não é só uma questão de sorte, mas de percepção. Não é fácil, acredite. Muitas vezes ainda bate a vontade de desistir, fica difícil, sem ter muito com quem contar, porque somos falhos conosco mesmo; mas a gente se ajeita, a alma não fica mais tão compacta, e abraça a causa, afinal, é uma questão de vida ou morte. Porque pra morrer, a gente só precisa estar vivo...

1 Comentário

  1. Adorei o texto, realmente temos que nos aceitar, assim vivemos mais felizes e cada momento se torna intenso...
    Bjs *-*
    http://freemodernage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.